RH tech e saúde mental: funções, desafios e maneiras de superá-los

Quando se fala em gestão de pessoas, as RH techs têm sido uma tendência nos últimos anos. Elas ajudam a automatizar processos de rotina, como fluxo de documentos ou seleção de candidatos, processar grandes quantidades de dados, analisar o desempenho dos funcionários e desenvolver treinamentos, o que tem um efeito benéfico para a qualidade do trabalho dos colaboradores.

 

Mas, como em outras áreas, as coisas não são tão simples quando falamos em saúde mental, por isso é importante ficar atento para entender como a tecnologia  de RH pode auxiliar no desenvolvimento de estratégias e cuidado com os colaboradores.

 

Problemas de saúde mental 

30% dos trabalhadores brasileiros sofrem com a síndrome de Burnout

Exaustão emocional, dores de cabeça e musculares, trabalho excessivo são alguns dos sintomas associados constantemente ao estresse do dia a dia. Se esse fosse o principal problema o tratamento até seria mais fácil, mas todas essas características podem ser alguns dos sinais da síndrome de Burnout, que é conhecida como a síndrome do esgotamento profissional. De acordo com pesquisa realizada pela International Stress Management Association (Isma), 30% dos mais de 100 milhões de trabalhadores brasileiros sofrem com o problema.

 

Com o mercado de trabalho cada vez mais competitivo e o alto índice de demissões no país, os profissionais sentem uma cobrança diária por melhores qualificações e bons resultados. Por sentirem-se pressionadas, as pessoas assumem altas cargas de trabalho para superar as expectativas das empresas.

 

O Ministério da Saúde classifica a Síndrome de Burnout como um distúrbio emocional que apresenta sintomas de exaustão extrema, estresse e esgotamento físico por conta das situações de trabalho.

 

Outro motivo de surgimento da Burnout é quando o profissional é exigido para trabalhos muito difíceis, ou que demandam muita energia, e, por algum motivo, ele acha que não consegue executar. Essa sensação é suficiente e pode causar uma depressão profunda.

 

Os principais sintomas da Síndrome de Burnout são:

 

✅cansaço excessivo, físico e mental;

✅alterações de apetite;

✅insônia;

✅dificuldade de concentração;

✅sentimentos de fracasso e insegurança;

✅sentimento de incompetência;

✅alterações repentinas de humor;

✅problemas gastrointestinais, entre outros.

 

É importante alertar que, apesar dos sintomas, o diagnóstico para qualquer doença mental deve ser realizado profissionalmente.

 

É papel do RH dar a atenção e encaminhamento dos casos aos profissionais de saúde!

 

A maioria dos funcionários acredita que são responsáveis por manter sua saúde mental no trabalho. De acordo com um estudo da Mind, uma em cada quatro pessoas no Reino Unido enfrenta problemas de saúde mental todos os anos, por isso as empresas devem prestar atenção especial a esse problema. A maioria das pessoas (55%) se considera pessoalmente responsável por sua saúde mental no trabalho, 15% afirmam que a organização como um todo deve ser responsável por isso e apenas 4% atribuem a responsabilidade ao RH. 

 

Infelizmente, um terço de todos os funcionários que participaram da pesquisa não apoiava corretamente um colega com problemas mentais. É bastante claro que essa cultura deve mudar. Portanto, vale a pena investir  nas tecnologias necessárias para treinar os gestores para apoiar os membros de sua equipe e ajudá-los a criar uma cultura na empresa onde os colaboradores não tenham medo de falar abertamente sobre seus problemas.

 

 

Como uma RH tech pode contribuir na saúde mental dos colaboradores?

 

Acertar nas escolhas das soluções digitais nunca foi tão importante – especialmente quando se trata do gerenciamento do seu pessoal. Uma tecnologia de RH eficaz (RH tech) pode ser a grande diferença entre uma força de trabalho engajada ou insatisfeita. 

 

Já é fato que gerenciar mudanças organizacionais em direção às novas tecnologias é fundamental para o desenvolvimento de pessoas e a qualidade de trabalho, como afirmam pesquisas recentes das consultorias Deloitte e Gartner.

 

Ao mesmo tempo, a tecnologia causa uma verdadeira ruptura no cotidiano de trabalho. Essa ruptura também proporciona que os líderes mudem as suas perspectivas sobre o trabalho, precisando também se ajustar às novas lógicas de domínio e apropriação de tecnologias, além de resolver problemas por meio do digital. 

 

Quando se trata de saúde mental, os principais benefícios de um RH tech estão na automação e na assertividade dos processos.

 

Isto porque uma tecnologia de RH quando bem utilizada permite que você fique mais próximo do seu colaborador, entendendo as suas necessidades principais por meio de algumas de suas principais ferramentas como:

 

  • Gerenciamento de metas individuais;
  • Avaliação de Desempenho;
  • Treinamento e desenvolvimento contínuos;
  • Armazenamento, organização e análise de dados.

 

Mas como uma tecnologia de RH ajuda na saúde do colaborador?

 

Uma RH tech contribui para uma atividade essencial na gestão de pessoas atualmente: na padronização dos processos. 

 

Ou seja, por meio dessa tecnologia torna-se possível enxergar melhor os colaboradores, já que eles participam dos mesmos processos, que incluem: feedbacks estruturados, desenvolvimento de PDI, avaliação de desempenho e treinamento e desenvolvimento para citar apenas alguns. 

 

Por meio dos dados angariados é possível tomar conhecimento sobre o desenvolvimento e as carências das pessoas. Desse modo, inclui-se também o rendimento e qualidade de entrega. Esse dado por si só, quando analisado de perto, gera uma abertura para entender os motivos que levam a uma baixa de rendimento e a saúde mental pode ser um grande fator. 

 

A tecnologia de RH, portanto, constrói pontes para o desenvolvimento de projetos ligados ao cuidado com a saúde mental dos colaboradores!

 

Vamos entender como?

 

  • RH tech e People Analytics

 

O People Analytics diz respeito, essencialmente, a reunir e avaliar os dados sobre Pessoas com a finalidade contribuir com uma melhor tomada de decisão por meio da aplicação de estatísticas e outras técnicas de interpretação de dados. 

 

Compreender melhor o desempenho e a performance de seus colaboradores é uma das peças fundamentais para o futuro da sua organização. As ferramentas e possibilidades de uma RH tech permitem diferentes formas de captação e análise de dados. E, à medida que as plataformas se tornam mais sofisticadas, é preciso também que haja melhor entendimento dos objetivos dessa tecnologia e sobre o que se quer medir e analisar.

 

Portanto, o uso da tecnologia de uma RH tech depende também do nível de maturidade da sua organização.

 

Possuir dados e relatórios objetivos ajudará o setor de RH a resolver problemas que podem levar à insatisfação, saúde mental e desligamento de funcionários.

Com os dados em mãos, é possível gerar gráficos individuais que representem de forma mais objetiva e exclusiva o colaborador, seus anseios e possíveis problemas.

 

  • Gestão e Avaliação de desempenho 

 

Através da avaliação de desempenho é possível medir e analisar as competências técnicas e comportamentais dos colaboradores. 

 

Com automatizações de RH anteriormente manuais, as RH tech também abraçam a ideia de monitorar o desempenho dos colaboradores continuamente, em vez da tradicional revisão anual cheia de papéis.

 

Os módulos de gerenciamento de desempenho dentro de plataformas de RH oferecem recursos interativos que permitem o feedback dos funcionários em um processo denominado de avaliação de desempenho contínua. Ou seja, essa avaliação pode ocorrer mensalmente, bimestralmente e assim por diante.

 

Essa análise permite trocas mais contínuas entre gestores e colaboradores, o que abre um importante espaço de diálogo e interpretação do desempenho individual e constrói o PDI dos colaboradores juntamente de dados sobre as suas habilidades para otimizar a alocação e o desenvolvimento do capital humano, além de identificar importantes necessidades. 

 

  • Educação e Universidade corporativa 

 

Com uma RH tech os programas corporativos de treinamento e educação migram para plataformas interativas online.

 

Seja usando vídeo em tempo real, assíncrono ou comunicação baseada em texto, é possível usar um software de gerenciamento de aprendizagem (LMS) que pode personalizar programas de treinamento e monitorar a conclusão e o desempenho dos funcionários. Um LMS também pode fornecer aos alunos a capacidade de usar recursos interativos, como discussões encadeadas, videoconferência e fóruns de discussão.

 

Treinamento e desenvolvimento contínuo e RH tech andam de mãos dadas. Fornecer aos colaboradores a chance de aprender novas habilidades à luz das mudanças tecnológicas requer um compromisso com o treinamento em todos os níveis da sua organização. 

 

Uma educação corporativa eficaz também pode ajudar a abordar questões sociais mais amplas, como mobilidade social, inclusão e criação de uma força de trabalho mais diversificada e inclusiva. 

Fornecer planos de treinamento e desenvolvimento para os colaboradores de forma assertiva e rápida, demonstra o cuidado com as pessoas que fazem parte da organização, gerando consequentemente altos níveis de satisfação e melhoria na qualidade de vida dos colaboradores. 

 

Um compromisso com a educação corporativa na era digital também é essencial para as equipes de liderança. Todos os membros da equipe devem dominar, aprender e incluir novas habilidades tecnológicas e soft skills em sua agenda de aprendizagem.

 

Isso porque uma organização digitalmente hábil possuirá inúmeras vantagens competitivas para enfrentar os próximos anos.

 

O impacto na tecnologia de RH na saúde mental dos colaboradores

 

Como mencionamos anteriormente, à medida que as tecnologias em torno da análise de pessoas se desenvolvem, a função de RH se concentrará cada vez mais em como projetar um local de trabalho que coexista com novas tecnologias. Ao mesmo tempo, com o auxílio da tecnologia, o foco do profissional de RH está nas PESSOAS. 

 

Mas mais ainda: os dados e a automação trazidas pela tecnologia de um RH tech, fazem do setor de RH um lugar estratégico na organização, isto porque com o auxilio de dados, torna-se possível reverter e analisar situações danosas

 

Essa nova tecnologia permite, além disso, a constante inovação, já que torna-se possível repensar formas de trabalho e objetivos organizacionais de maneiras novas e estimulantes. Em vez de se tratar apenas de reagir é possível construir e inovar com a tecnologia.

 

Qualquer empresa criativa entende que colaboradores felizes e motivados são essenciais para o sucesso. Portanto, todos os esforços devem ser feitos para que AS PESSOAS que fazem a organização se sintam satisfeitas e cuidadas. E a tecnologia desempenha um papel vital nisso, afetando o bem-estar mental e a destruição final do tabu de discutir problemas psicológicos.

 

Como você está usando a tecnologia de RH para garantir o bem-estar mental de seus funcionários?

 

 

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Últimas Notícias

Você merece uma equipe engajada

Número de funcionários:
Atualmente sou:

Você merece uma equipe engajada

A jornada completa do seu colaborador, recrutamento e seleção, avaliação de desempenho e universidade corporativa em um único lugar!

Número de funcionários:
Atualmente sou: